#28 | Enfim, sobrevivi...

agosto 28, 2017

Foto: Reprodução/Unsplash

Já são quase uma da manhã e um flash da sua partida passou pela minha cabeça. Já faz um bom tempo que você partiu, me deixando com coração partido e as chaves jogadas na estante. E naquele dia eu só conseguia pensar que nada tinha sobrado, além de mim e da esperança de que você voltaria.

Eu, que tinha tanto pra falar, me perdi. Eu quis gritar, pedir socorro, mas nada que eu fizesse adiantaria. Tive que lidar com a dor no peito, sozinha, naquela casa escura, onde seu jeito estava impregnado em cada canto.

Nos meses seguintes meus amigos fizeram questão de espalmar a mão na minha cara, todas as vezes que eu me lamentava por sua causa, sempre acompanhado da frase que se tornou um mantra: “você não precisa dele, não do jeito que você acredita que precisa”.

Os primeiros dias foram de negação, esperava o tempo inteiro que você voltaria e iria dizer que tudo era mentira e que você ainda me amava, mas não aconteceu e eu tive que seguir em frente.

E olha que ironia, do tanto que fingir estar bem, as coisas realmente se acertaram. Já não dói mais ouvir seu nome, as mãos  não tremem, a boca não seca e o coração não dispara ao ver você. Eu já nem fico mais pensando em você até tarde da noite quando estou sozinha, e nem checo o celular a cada cinco minutos, esperando alguma mensagem sua para me dizer que está com saudade e quer voltar.

Cansei de viver nesta ilusão que eu criei contigo e estou pronta para enfrentar a realidade sem você. Depois de tanta dor, tantas noites desperdiçadas com algo que já nem fazia mais sentido, a minha maior certeza é que: Enfim, sobrevivi… 



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários