#19 | Morando Sozinha: Mudando de cidade para estudar!

agosto 19, 2017

Foto:Unsplash by Jed Dela Cruz
Hey peoples do my heart! Os temas do BEDA começaram a apertar  e eu já tinha esse post pronto e queria liberar, então aproveitei que o tema do dia “como cuido da minha pele” e substitui. Vou explicar o motivo. Se tratando de limpeza de pele eu tô sendo uma bitch - e de muitas coisas, como disse no post anterior - e eu realmente não sabia como escrever o post. Vou aproveitar o BEDA para repensar algumas coisas que estão precisando de atenção. Sorry por abandonar mais um tema, só não queria pular um dia.

No post de hoje vou contar minha experiência durante esse tempo de mudança de cidade para estudar.
Durante a adolescência, ali na fase do ensino médio, a gente costuma planejar o futuro com as melhores amigas e amigos. Eu pelo menos tinha essa mania e acho que não sou a única né? Dentro desse planejamento estava: Ir para a faculdade, mudar de cidade, morar sozinha. Confesso que eu planejava isso em um futuro distante, lá pelo primeiro ano do ensino médio, ainda teria alguns anos pela frente, mas o tempo corre né? E quando a gente menos espera acabou e o que era para ser futuro distante acaba se tornando o agora!

Dando os primeiros passos:

A primeira vez que tentei um vestibular foi para uma cidade que ficava a quase 3 horas de distância da minha e com uma amiga. Até então tudo bem! Eu não estava sozinha a gente planejava estudar no mesmo lugar, cursos diferentes, mas uma teria a outra. E adivinhe? A gente não passou, mas ainda estávamos no ensino médio, tínhamos tempo. Primeira frustração, mas superei.
Quase um ano depois eu não tive muito tempo para pensar. Sabe quando a gente faz algo por impulso e só parar para pensar nas conseqüências depois? Fiz o ENEM e escolhi como opções dois cursos em outra cidade, os dois cursos eram na mesma Universidade e eu estava esperando que conseguisse um dos dois. Só parei para pensar quando passei e vi toda a realidade vindo em minha direção como um balde de água gelada. Eu tinha apenas 17 anos, prestes a completar 18 e mal tinha concluído o ensino médio e teria que morar sozinha e em outra cidade. Eu planejava morar sozinha, mas não sozinha literalmente. Queria alguma amiga minha ali por perto. Oh God! Mas meu pensamento era: não é tão longe assim, da para voltar nos finais de semana. Coitada de mim, me ilude facinho!

Processo de mudança

Cidade nova, pessoas novas, eu e somente eu!
Quando tive a certeza que iria mesmo me mudar, minha amiga foi comigo conhecer a cidade e a gente acabou encontrando uma pousada onde eu fiquei no primeiro semestre e foi aí que o desgraçamento da minha cabeça começou. Só fiquei lá um semestre e no seguinte aluguei uma casa com a menina que também morava na pousada. Ai que a vida adulta começou de vez, se antes eu acordava com café feito, agora a realidade era outra. Eu teria que fazer meu café, minha comida e todas aquelas outras tarefas.

Novas amizades e as velhas

Por causa dessas mudanças precisei abrir mão de muitas coisas e deixar algumas pessoas distantes de mim, distante fisicamente, mas já era de se esperar que nem tudo mundo ficaria para sempre ou estaria o tempo inteiro presente. As pessoas têm suas próprias vidas para cuidar e o afastamento acaba sendo inevitável. Mas sempre ficam aqueles que mesmo que as conversas sejam mínimas e as visitas menos frequentes, quando se encontram é como se nada tivesse mudado.
Fiz amizade com as pessoas da minha turma logo no início. Fui conhecendo os amigos dos amigos e assim conheci um montão de gente legal. O que me ajudou muito a superar a saudade de casa e não ficar em uma bad profunda por causa daquelas amizades que não sobreviveram a distância.
Sinceramente eu tinha esperança de que minha mãe não iria deixar e que eu teria que escolher algo mais próximo. Até perceber que ela não me privaria dos meus sonhos, mesmo a opção de curso que eu escolhi não tenha sido a que eu realmente queria. Mas após quase 3 anos, estou aqui, mudei de curso e o resto vocês já sabem. Durante esses têm passei por várias fases e acho que todo mundo que vai morar sozinho passa, não importa se mudou de cidade ou continua na mesma. E vou dividir tudo aqui com vocês! Em vários posts e por isso que criei essa série.

A série voltou, então aguarde os próximos posts com minhas frustrações,  realizações e principalmente com dicas!
Xoxo ❤



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários