Contracapa

julho 22, 2017

Foto: Alice Hampson

  E no silêncio daquele quarto escuro eu pensei em você. Pensei no dia que a gente se conheceu e eu, boba que sou, meio nervosa não consegui segurar o sorriso. Sorri como quem vai em uma livraria e encontra um livro com uma capa escandalosamente maravilhosa e não resiste. Sorri como o gato da Alice no país das maravilhas, talvez eu estivesse me sentindo a própria Alice, e você retribuiu, não com a mesma intensidade, mas foi o suficiente para que eu me perdesse.

  Lembrei do nosso segundo encontro, onde pude te conhecer um pouco mais. Você me apresentou suas bandas e músicas favoritas e eu, tentando te agradar disse conhecer algumas e fiz uma anotação mental para lembrar de pesquisar sobre quando tivesse oportunidade.

  Eu, que sempre condenei quem se jogava de cabeça nos relacionamentos, me vi pulando diretamente no abismo que era você. Sinceramente, eu queria saber onde estava com a cabeça quando te quis para mim. Ah, estava no maldito sorriso… Enganador de corações, sorriso de quem tem algo mirabolante em mente, mas que faz a gente não querer desgrudar os olhos e ir até o final para saber onde vai dar. E deu!

  Sabe aquela frase que diz “Se arrependimento matasse, eu já estaria morta”? Pois bem, sou a prova viva. Vivíssima, se quer saber!

  Te conhecer não foi de todo ruim, para falar a verdade me serviu como aprendizado. Aprendi que não devemos julgar um livro apenas pela capa ou sinopse, não devemos escolher uma pessoa apenas pelos sorrisos que ela te dá ou alguma promessa sem futuro que ela te fez. Você me prometeu algo que não poderia me dar e eu não fiz questão nem de cobrar, afinal nada mais eram que palavras sem sentido e promessas vazias.
  Eu só me arrependo de ter fechado os olhos para os spoilers que eu poderia receber ao tentar abrir o livro de primeira. No final de tudo, você foi aquele livro que eu comprei pela capa, mas não consegui ler até o final e que ficou perambulando pela estante, esperando para ser lido por outra pessoa. E eu desejo com todo meu coração que ela tenha mais sucesso que eu e consiga ir além da primeira página.
Eu juro que tentei, mas o teu descaso me fez desistir antes de chegar na contracapa.
 

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. Quantas vezes nos sentimos assim em relação as pessoas, né? Adorei o texto, envolvente na medida certa. Me senti lendo um conto em um belo livro de poesia. Beijo

    Ray e os Dezoito

    ResponderExcluir